Plinio Corrêa de Oliveira

 

Clemência do Sapiencial e Imaculado Coração de Maria: exemplo para

os contra-revolucionários

 

 

 

 

 

 

 

 

 

23 de agosto de 1991

  Bookmark and Share

 

A D V E R T Ê N C I A

Gravação de conferência do Prof. Plinio com sócios e cooperadores da TFP, não tendo sido revista pelo autor.

Se Plinio Corrêa de Oliveira estivesse entre nós, certamente pediria que se colocasse explícita menção a sua filial disposição de retificar qualquer discrepância em relação ao Magistério da Igreja. É o que fazemos aqui constar, com suas próprias palavras, como homenagem a tão belo e constante estado de espírito:

“Católico apostólico romano, o autor deste texto  se submete com filial ardor ao ensinamento tradicional da Santa Igreja. Se, no entanto,  por lapso, algo nele ocorra que não esteja conforme àquele ensinamento, desde já e categoricamente o rejeita”.

As palavras "Revolução" e "Contra-Revolução", são aqui empregadas no sentido que lhes dá Dr. Plinio em seu livro "Revolução e Contra-Revolução", cuja primeira edição foi publicada no Nº 100 de "Catolicismo", em abril de 1959.



 

Em uma breve, mas substanciosa exposição, Dr. Plinio evoca a misericórdia insondável da Mãe de Deus para com o pecador arrependido, salientando a confiança inabalável que nEla devemos depositar. Ao mesmo tempo, salienta que semelhante atitude devem ter os contra-revolucionários entre si e, de modo particular, os que são revestidos de alguma utilidade nos grupos e associações que se dedicam desinteressada e abnegadamente ao serviço da Causa de Nossa Senhora.

A imagem utilizada para ilustrar o presente áudio é venerada em uma das igrejas da encantadora cidade alemã de Altoetting, na Baviera.


Bookmark and Share